segunda-feira, 6 de maio de 2013

Gênese Cósmica

Visualizações:



Um amanhecer e um brilho de olhares
cruzando-se pelas esquinas siderais
e relembrando de tempos inanimados
onde era apenas o silêncio do estopim da imaginação.

Um amanhecer de estrelas cadentes e nascentes
chocando-se pelos ventres divinos criadores
parindo inteligências e evoluções intermináveis
nessa incansável gênese que se renova a cada morte.

Um amanhecer de sóis e galáxias devoradoras
que ceifam e consomem homens sem parcimônia
em uma dança de renovações e destruições
onde o novo e o velho se fundem em um alvorecer.

Um amanhecer que é a aurora das cirandas cósmicas
compondo um interminável destruir e renascer
concatenando ideias inovadoras e espaciais que direcionam
 esse equilíbrio interminável de luzes e sombras.

Um amanhecer eterno e infinito de divinas aspirações
onde o gérmen da vida metamorfoseia  evoluções
constantes e não obstante ocultando as revelações
dessa mágica de Poimandres que rege o Noús das criações.


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...