quarta-feira, 21 de março de 2012

Meu Mundo de Poesias

Visualizações:



Saciar-me-ia uma poesia adocicada
Com pitadas de amor... Parafraseada
Lembrariam os meus primeiros versos
Que à poesia sentiram-se controversos

Se anoitecesse a pino o sol de meio-dia
Tu serias ao certo minha companhia
Oh minha amante... Viajante clandestina
Minha poesia que ao pranto desatina

Vejo-te ao léu olhando o céu... Oh poesia!
Minha oração nas horas de agonia
É meu retrato três por quatro de alegria
Sem tu eu seria notas vagas em melodia

Felicidade que fez morada em minhas linhas
Em verso e prosa... É o perfume das minhas rosas
Meridianos que contam a história dos anos
Que eu vivia contente a fazer planos

Agora me resta da estrofe de minh’alma
As rimas dóceis em homenagem a você
Oh poesias natureza de vivalma
Serás comigo até o dia de eu morrer


Jonas Rogerio Sanches

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...