quinta-feira, 10 de abril de 2014

Formidáveis Adequações

Visualizações:


Formidáveis adequações,
didáticas proliferando
em cadernos antagônicos
e no espaço um vácuo mortal.

Pés formigantes incomodam
meus passos inchados
e, a mente é revoadas
de folhas secas, de vidas secas.

Nascentes antológicas vertem
uma água nova e há chuvas
que brotam de nuvens soterradas
no sopé da montanha de um coração.

Formidáveis adequações,
poesias nocivas e venenosas
nascidas no ferrão do escorpião
e no ascendente da morte.

Insetos pegajosos incomodam
meu cadáver em decomposição
e, a mente redemoinha sideral
carregando os infernos de Dante.

Nascentes duradouras fluem
em rios doirados de veias da terra;
eu colhi uvas e compus o vinho
em garrafas e odres de poesias.

Formidáveis adequações,
cálices se confundem embriagados
de letras extremamente paradisíacas
enquanto o poeta dorme profundamente.

Jonas R. Sanches
Imagem: Salvador Dali

Um comentário:

  1. Olá Jonas! Passando para te cumprimentar e apreciar este teu belo e profundo poema.

    Abraços,

    Furtado.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...