segunda-feira, 28 de abril de 2014

Das Faces das Poesias

Visualizações:


As poesias às vezes são como ruas escuras
ou como vielas intermináveis na noite
mas, ainda assim são poesias com sentimentos
e o poeta que tanto adorna as letras sorri.

As poesias às vezes são como lumes
ou como flores que enfeitam as janelas
mas, podem conter espinhos em seus caules
e o poeta que as cria é cheio de mistérios.

Ah, poesias metafóricas ou analogias
e os significados são variáveis concomitantes
mas aos olhos de quem as lê são luzes
ou trevas que assolam os âmagos das almas.


Jonas R. Sanches
Imagem: Joseph Vassier

2 comentários:

  1. Jonas, um belíssimo poema. Transformei a primeira estrofe em card e levei para minha página do face para que todos possam prestigiar seu espaço! Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Malu, boa tarde e obrigado pelo apreço!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...