sexta-feira, 5 de abril de 2013

Inconstantes Sensações

Visualizações:



Inconstância de sentimentos
e os flagelos me dilaceram
a alma, o corpo e a mente
e são paradigmas pungentes.

Inconstância nos dias passageiros
e o caminhar é pelas brumas noturnas
a observar o próprio âmago, certeiro;
e o que é visto é segredado a si mesmo.

Serpenteantes luzes bruxuleantes
a rondar meus sonhos e meus sentidos
e os olores das flores matutinas inquietam
o meu coração que é sem chão as vezes.

Inconstantes olhares no seu olhar
e o agora é pouco e quase um nunca mais
então entrego ao destino o amanhã
e contemplo-te mesmo sem poder tocar-te.

E uma sensação constante essa inconstância
que na hora do crepúsculo arrebata-me daqui
e rouba-me o sorriso, extinguindo meu sentir
e o que fica são apenas memórias envelhecidas.


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...