sábado, 4 de outubro de 2014

Quando Nascem os Poetas

Visualizações:


Quando nascem os poetas
céus e infernos regozijam-se,
sóis e luas encontram-se
e bailam com anjos e demônios.

Quando nascem os poetas
flores e cores misturam-se,
florestas e desertos beijam-se
e proliferam suas sementes.

Quando nascem os poetas
fogo e água complementam-se,
terra e ar entrelaçam-se
e dançam todos os elementos.

Quando nascem os poetas
a vida e a morte coexistem,
princípios e finais viravolteiam
e a roda cósmica é continuação.

Quando nascem os poetas
luzes e escuridões unem-se,
iridescência e treva amam-se
e apaixonam-se eternamente.

Quando nascem os poetas
amores e ódios dissipam-se,
vingança e perdão inexistem
e é apenas a poesia em eclosão.

Quando nascem os poetas
corpos e espíritos transmutam-se,
mente e alma fundem-se
em um só elemento poético.


Jonas R. Sanches
Imagem: The Bird Man by Nikki Pinder

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...