sexta-feira, 24 de outubro de 2014

A Poesia que Raiou com o Sol do Nosso Amor

Visualizações:


A poesia raiou pela manhã
como sol que beija a pétala
orvalhada, e fluiu a sensação
agradável de um dia com você.

A poesia nasceu de minh’alma
como a flor de lótus, tão alva
que desabrocha em pântanos
sombrios, floriu como nosso amor.

A poesia voou pelos recônditos
do espírito, acalentando as dores;
sensível meu olhar a te olhar,
mavioso o teu olor a se espalhar

pela alcova; amanheceu a primavera
e nos teus olhos reflexos enigmáticos
de begônias, de margaridas, de mim;
amor de açucena e pássaro, colibri.

A poesia percorreu a luz do dia
e entardeceu no regaço do arrebol
que festejou com cores nossa paixão
e adormeceu deixando a noite ao coração.


Jonas R. Sanches
Imagem: Andrew Schoeman/Daily Mail

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...