quinta-feira, 31 de julho de 2014

Mercadores da Guerra

Visualizações:


Minha religião é a paz no coração
mas, há sinais de guerra, iminente;
o homem padecerá por suas mãos,
por suas bombas, homens-destruição.

Prantearei sobre as cruzes dos inocentes
no descampado com comiseração;
serei eu mais um homem-inocente?
Talvez sim, talvez não.

Enquanto a morte paira no oriente
o ocidente assiste o sangue na televisão,
misseis explodem corpos e mentes,
atitudes dos governantes malsãos.

Enquanto investem na indústria bélica
visando poder, ganancia e destruição;
minha alma se retira do mundo em oração
mas, meus olhos sangram nessa condição.

Minha religião busca equilíbrio universal
mas, há sinais de guerra, pandemônio, mal;
e a sede se embebeda em barris de petróleo,
e as crianças vislumbrarão o inferno real.


Jonas R. Sanches
Imagem: Hatem Omar/AP

2 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...