sexta-feira, 28 de junho de 2013

Versos Enternecidos de um Amor Eterno

Visualizações:


Nas vestes alvas desse dia
concreto o meu olhar ao seu
e a paz que assim resplandecia
em ambos então enterneceu.

E o sol assistiu tudo sorrindo
e os pássaros em cantorias
no céu um arco-íris lindo
nas letras mil alegorias.

Repleto é o amor sem iras
tão belo quanto o rio que corre
e as chamas a crepitarem nas piras
onde os corações puros se consomem.

E o mar viu todo o encantamento
e bruniu suas ondas tão tranquilo
dançando a música do vento
e os grãos da areia engolindo.

Paixões que enfeitam poesias
por tempos que são incontáveis
nos versos da penas precisas
que contam vidas tão inenarráveis.

Tudo diante o olhar da natureza
que em cores, flores e elementais
misturava-se com sua beleza
que incomparável e divina se faz.

Nas vestes alvas desse dia
a noite surgiu em penumbra
trazendo luzes dançarinas
de estrelas em distâncias profundas.

E o nosso amor continuou
por vidas entre outras vidas
e o Cósmico abençoou
nossas almas nuas purpurinas.


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Google

2 comentários:

  1. Caro Jonas
    Mais um belíssimo poema de amor! É exímio, a poetar. Muitos parabéns.Os seus escritos são autênticas obras de arte.Dá gosto lê-lo.
    Quando me faz uma visita?
    Um ótimo fim de semana.
    Um abraço da
    Beatriz -Blog Vida e Pensamentos
    http://pegadasdeanjo.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Beatriz, boa tarde...
      Muito obrigado pelo seu apreço e pelos comentários e visitas, seja sempre bem vinda.

      Abraços!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...