segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

A Espreita da Morte

Visualizações:



É a morte espreitando na esquina
do tempo e o vento é o lamento
da chacina que assistida alucina
todas as almas que caminham.

É a morte espreitando na esquina
da vida que é frágil e eterna
e do outro lado da rua a lanterna
que é o guia na passagem antiga.

É a morte que espreita o presente
e é o presente que a vida oferece
quando o corpo tardio arrefece
e a barca nos leva a travessia do rio.

É a morte espreitando os meninos
e meninas que a vida transborda
e que os passos caminham na borda
desse precipício que leva ao início.

É a vida espreitando a morte consorte
que leva e releva os motivos precisos
de um viver de limites qu’eu não preciso
e conciso eu caminho para me libertar.


Jonas Rogerio Sanches 
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...