sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

No Ósculo da Morte

Visualizações:


No ósculo da morte o exício
que carrega a alma à transição
e a expõe ao intermúndio e o exílio
para compor sua dor em solidão.

No ósculo da morte o decesso
e o espírito vaga no averno
contemplando sua vida de excesso,
recompondo à dor do inverno.

No ósculo da morte o estio
e a seca da vida é comiseração
que cavalga perene à insurreição
da centelha de um mundo vazio.

No ósculo da morte o prantear
e o banzo que fica é a amenta
sob aquele que insiste ao pesar
enquanto a psique se alimenta.

No ósculo da morte o confranger
e o gosto mordaz da inexistência
mas a alma troa por clemência
refazendo o intento de viver.


Jonas R. Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...