quinta-feira, 12 de setembro de 2013

No Ressoar da Meia-Noite à Meia Luz

Visualizações:


Ecoam vozes antigas na minha mente
e o relógio canta meia-noite,
o que o coração ouve a mente consente
e a consciência é como um açoite.

Ecoam versos longínquos no universo
e a estrela explode supernova,
o que o infinito acolhe é quase inocente
e a consciência insana se recolhe.

Ecoam rifes de uma guitarra blueszística
e o espírito aceita a loucuras,
meus devaneios são incandescentes
e minha poesia é chão que perdura.

Ecoam vozes antigas na minha mente
e a meia-noite deixou inspiração,
o que foi inda será novamente
dentro das lembranças do coração.


Jonas R. Sanches
Imagem: Google

Um comentário:

  1. O coração e a alma são capazes de abrigar as mais belas e inesquecíveis recordações... Lindos versos...
    Abraço!!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...