quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Jovens Rios de Prantos Envelhecidos

Visualizações:


Tão jovens os pensamentos
nascidos junto as poesias
e há tantos paradoxos surgindo
e há dores e também risos.

Todas as coisas, flores, sorrisos;
todas as sortes lançadas nos dados,
na roda da vida, do mago, da lida
diante a verdade quase imperceptível.

Tão jovens as dúvidas que vem surgindo
nos dias simplórios dessa existência
onde a alma foge do mundo em demência,
onde a luz do espírito é a inteligência.

Todos os pássaros, cães e borboletas
fazendo algazarra na minha janela
e, nos olhos distantes lembranças dela
que deixou marcas profundas em mim.

Tão jovens os desejos que surgem
devastando o poeta em sua solidão
que é mais que saudade, é o seu coração
titubeante, colhendo prantos envelhecidos.


Jonas R. Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...