segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Degustando um Copo de Tristeza

Visualizações:


Sou só tristeza nesse vil momento,
sou sem amor, sem sentimentos,
sou o que restou da última poesia
sou a luz da meia noite e a treva do meio dia.

Entrego as ondas esses devaneios
para que levem a dor ao alto mar
também me levem para não mais voltar,
fico à deriva nesses pensamentos.

Sento a montanha e miro esse vazio
entrego a alma aos consentimentos
de um Deus distante e vago como o vento
que sei que existe mas eu nunca vi.

E nos desvelos sem revelações
emplaco uma guerra tão interior
quanto as entranhas de um inferno vasto
por onde andei e também senti asco.

Sou só tristeza nesse vil momento
e o que me resta é verso à companhia
muito distante já houve alegria
mas agora e mais um final cheio de prantos;

um copo de lágrimas e uma rima pobre
das rosas espinhos no corpo do homem.


Jonas R. Sanches

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...