sábado, 4 de agosto de 2012

Orvalho Amanhecendo

Visualizações:



Na flor amanhecida e orvalhada
sinto o vapor das estrelas
e o caule agora fortalecido
tem gosto de noite.

No raio solar amanhecido
desorvalhando relvas,
uma seresta matinal
e um gosto de flor.

No meu corpo renascido,
amanhecido em sereno.
Um afago de sol,
E um raio ungindo meu espírito.

Nos jardins cósmicos intermináveis
a flor orvalhada amanhecida
banhada em raios solares
e, colhida pelo meu carinho.

E um eterno ciclo de evolução...
Intermináveis sóis e flores...
Inconcebíveis estrelas
e uma alma translúcida.

Mais um amanhecer onde a vida termina...
Mais um recomeço de eu mesmo...


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Google



"Aube de rosée "

En fleur rosée et le renfermé
je pense que les étoiles à vapeur
et maintenant renforcé la tige
goûts comme de nuit.

Dans le rayon solaire vicié
l'herbe desorvalhando,
une sérénade matin
et comme une fleur.

Reborn dans mon corps,
vint à l'esprit serein.
Une caresse du soleil,
Et un rayon onction mon esprit.

Dans les jardins cosmiques sans fin
la rosée fleur fade
baigné dans la lumière du soleil
et récolté par mon affection.

Et un cycle éternel de l'évolution ...
Soleils sans fin et fleurs ...
inconcevable étoiles
et une âme translucide.

Tradução para o francês de Mourad Madi

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...