segunda-feira, 23 de abril de 2012

Lúdico

Visualizações:



Um mundo lúdico aos olhos distraídos
Um mundo cão na pele do faminto
Que iludido na miragem do alimento
Roeu-se em sonhos num cruel lamento

Lúdicos espasmos de uma mente sã
Que iludida por sonhos e ideias vãs
Sucumbiu ao próprio temperamento
E entregou-se aos famintos lobos da vida

Mas nada se perde quando a eternidade é
E o tempo se redime em minutos esquecidos
A alma absorta em sofrimento resplandece
E a chance de um recomeço logo transparece

Já não há mais a fome que era a morte
O alimento disponível agora é a luz
Sentimentos distorcidos são desvelados
Surge a esperança na palavra que reluz

Almas que vão e que vem a todo instante
O movimento de evolução cede outra chance
Manifesta-se alva a escadaria da ascensão
E a velha consciência recebe um novo coração


Jonas Rogerio Sanches


Poetas del Mundo


Créditos: Artes by Rita Rocha
Poema: Lúdico - Jonas Rogerio Sanches
Imagens: da Internet
Música: Intimate - Cortazar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...