segunda-feira, 2 de abril de 2012

Embaixo do Picadeiro Sempre Dorme um Vira-Lata

Visualizações:



Que venham chuvas e temporais
Que venha o carteiro com notícias dela
Que venha toda ordem de palavras
E venha o circo trazendo alegria

Estarei de guarda-chuva resfriado
Meu cachorro pega as cartas para mim
Minha caneta não distorce o vocábulo
E o espetáculo do palhaço chega ao fim

Venham raios, granizo e trovoadas
Venha o recado no pedaço de papel
Venha o Aurélio trazendo seu dicionário
E os trapezistas voadores de carmim

Eu estarei fotografando em minha mente
Todas as vindas e idas loucas de um navio
Bibliotecas cheias de bibliotecários nus
E os palhaços equilibristas em suas bicicletas

Venham comentários falsos na esquina
Que eu farei deles poesias em forma de cordel
Venham todas as gaitas desafinadas
Que eu afinarei as notas do seu coração

Venham vocês com suas calças coloridas
Tomar um trago no balcão do botequim
Tragam moedas antigas para minha coleção
E sigam viajem com a trupe dos cachorros vira-latas


Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Clown by Green

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...