sexta-feira, 10 de abril de 2015

Sobre as Sementes de Papoilas e os Poetas Mortos nos Bares de Amsterdã

Visualizações:


Sementes de papoilas em bares de Amsterdã
embriagando poetas mortos e borboletas,
Baudelaire bebendo chá com as donzelas
e um mendigo tocando gaita em um carrossel

explanando alguns versos junto a Rimbaud
que delira entre umbrais e jardins de fogo
cantando sobre o trinta e seis imortais da poesia
que se reuniam em um cemitério antigo no Japão.

Sementes de papoilas derramando ópio
e a mente é de vertente nevoenta
entre os anjos houve Augusto dos Anjos
que devaneava sóbrio as loucuras da vida

e Pessoa era Fernando, era Álvaro de Campos
e outras vezes foi Caieiro com seu vinho português;
foi a voz da poesia em sintonia com a morte
entre escritos vítreos em vitrais de Dantes infernais.


Jonas R. Sanches 
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...