domingo, 15 de março de 2015

Palavras Simbólicas

Visualizações:


O som da palavra
fragmentada, ecoando
no diáfano do éter
que é o véu do significado

oculto, nadir e zênite
em paralelos; édens e infernos
em um contexto vetusto
mas, inda há o jovial

que transcende o concreto,
que extrapola o real,
que jorra à flor do irreal;
flores do bem, flores do mal,

flores de plástico, flores no astral;
jardins platônicos, todos iguais
aos olhos daltônicos, e a cor se esvai.
O som da palavra

realizada pela poesia,
despertada à incompreensão
que move a ação simbolista
e a estilística d’algum coração.


Jonas R. Sanches
Imagem: ex libris oil - Michael Parkes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...