quinta-feira, 30 de junho de 2011

Chama Renovada

Visualizações:



Quando esse emaranhado de células
Dissipar-se e fundir-se ao universo
Restarão os versos das minhas poesias
Filhos de meus devaneios e alegrias

Mas o fim é apenas mais um ato
Ação vindoura após o nó que desato
Luzes ou trevas... O que será de fato?
Colherei aquilo que plantei aqui

Mas certamente será revelado
Alguns mistérios que me apoquentam
Jogarei os erros nas águas de um lago
E viverei nas bênçãos que me alimentam

Rotinas do ciclo da evolução
Experiências sentidas no coração
Retorno certeiro em busca do perdão
Na senda bela e longa da transformação

Jonas Rogerio Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...