segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Velho Menino



Os anos passam como espasmos
e os ventos sequelaram as pálpebras
que olhavam entre as arestas
de uma ampulheta de areia diáfana

sonhos lúcidos sobre lembranças
antigamente o sol era fácil
pigmentos opacos das noites
esquecidos n’algum jardim sem flor...

Esperanças de um porvir inócuo
nuvens plúmbeas de pensamentos
e os rios já não correm depressa
e as estrelas assustaram os mortos

com arrebóis de horizontes rachados
como espelhos ziguezagueantes
refletindo fogueiras e saudades
no brilho dos olhos do velho menino...


Jonas R. Sanches
Imagem: Salvador Dali

domingo, 30 de julho de 2017

Cantiga



Em desígnio o tardar crepuscular
derrama estrelas ao poeta trovador
se desfaz em lua mandinguenta
tão mágica qual olhar meditabundo
que mira amantes, amores e solitários;
e, a escuridão açoita os passos a esmo
e, a caneta goteja lampejos à ela
em um livrete de páginas velhas lívidas
onde uma cantiga nasce para a eternidade...

Jonas R. Sanches
Imagem: Aja Kusick

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Do Pitoresco à Morte

A imagem pode conter: céu, nuvem, crepúsculo, atividades ao ar livre e natureza

Dantescos os meus pensamentos
fuga e ponto michelangesco
ponto e fuga alighiérica
nas catacumbas de Caprese

e a morte rondava com a peste
eram minhas vidas de outras vidas
alegoricamente sobrevivi
aos paradoxos ainda indescobertos....

Egipticamente essa antítese
eram os homens astronautas?
Eram os deuses astronautas?
Será só revelado no último dia...

Jonas R. Sanches
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...