terça-feira, 4 de outubro de 2016

Crepúsculo de um Coração Fragmentado

Visualizações:


O sol deitou-se mais tarde,
ficou a iluminar os fragmentos do meu coração
que estavam esparramados pelo chão,
esperando alguma poesia por ali passar.

Veio então à primeira estrela
junto à lágrima derradeira
e escorreram pelo firmamento
que inda era crepuscular.

Fiquei ali extático... Incompreendido...
Os pássaros nos beirais miravam-me atônitos
enquanto a noite beijava o dia
roubando as luzes dos roseirais.

A lua veio minguante, tímida e tolhida;
mirou solitária a minha vida
e, enquanto meus sonhos passavam depressa
deitou seu brilho prateado no meu olhar.


Jonas R. Sanches
Imagem: Rildo Cunha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...