quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Lampejo Esmerado

Visualizações:


Tento a poesia inventiva
estranhamente desusada
com palavras insólitas
que recontam átimos
vistos com olhar minudente
e pormenorizados atilados
com asserções líricas
oriundas dos adágios aforísticos
concatenados no rosicler
de um dia comezinho impreciso
com bátega de luzeiros cadentes
na boca da chona enluarada
encantatória ao olhar do poeta
que lobriga acocorado no solário
em busca do esmerado lampejo.


Jonas R. Sanches
Imagem: Dave Dugdale

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...