quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Cada Tempo ao seu Tempo

Visualizações:


Cada tempo ao seu tempo
mas, tem de haver discernimento
como no tempo perfeito das estrelas
dependuradas e brilhantes no firmamento.

Cada tempo ao seu tempo
mas, tem de haver entendimento
sobre o tempo certo das sementes
que os pássaros replantam com o vento.

Cada tempo ao seu tempo
mas, tem de haver sentimento
como no tempo tic-taqueado no relógio
que os ponteiros viravolteiam com o momento.

Cada tempo ao seu tempo
mas, tem de haver envelhecimento
da vida que passa e repassa pela história
que o poeta contempla com seu inspiramento.


Jonas R. Sanches
Imagem: Max Mitenkov Vimark

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...