quarta-feira, 23 de março de 2016

Do Entardecer à Aurora no Olhar do Poeta que Mergulha no Arrebol

Visualizações:


Fiquei de banda na varanda
esperando a noite chegar,
fiquei mirando o horizonte
contemplando às cores se dissiparem;

mirei no céu um cento de andorinhas,
mirei nas nuvens alguns carneirinhos,
juntei-me à pena e ao meu caderninho
e com muito carinho pus-me à poetar;

ao cair da noite a primeira estrela
tal qual um olhar um tanto angelical
depois veio a lua prateando o terreiro
e alguns pirilampos beirando o matagal;

aurora poética, arrebol cintilante,
lembrança da infância, tempo de criança
agora mais tarde idade de poeta
cantando essa noite como fosse um asceta.


Jonas R. Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...