quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Chuva dos Velhos Sertões

Visualizações:


Toda aquela chuva escorreu
pelas calhas dos sentimentos
enquanto meu jardim floresceu
espalhando olores aos ventos

que beijaram nus cata-ventos
espalhados pelo meu sertão,
sertão velho do velho coração
que só se anima com poesias

que recortam as core dos dias
e as levam pelas noites vivas
colorindo estrelas às mil maravilhas
desse meu planeta meio alienígena

que carrega o vinho e a elucides
dessas vinhas férteis da embriaguez
de todos fantasmas dormitantes, enfim
que guardaram verbos para a lucidez.


Jonas R. Sanches
Imagem: http://movimentonovospoetas.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...