quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Verdade Inóspita da Incompreensão

Visualizações:


A compreensão de tudo
é busca interminável e intermitente
seja ela do animal, da planta ou da gente;
mas, a busca do poeta é inexpressível
pois, o poeta vivencia a dor que não é sua,
o poeta veste a sujeira alheia;
o poeta adormece os sonos passageiros
sempre desconfiado, dos ladrões de ideias
que surrupiam vontades e pensamentos
e despem os alienígenas das letras;
roubam-lhe o lápis e as divagações
também furtam o amor aos corações
que anseiam pelo próximo verso ou prosa,
que aguardam a anestesia dolorosa
às almas vagantes do mundo real
que padecem sem experimentarem o bem ou o  mal.


Jonas R. Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...