sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Poesia Redespertada

Visualizações:


A poesia que por dias adormeceu,
iridesceu, despertou extravagante,
osculou o sol na calmaria da manhã,
cantou com o pássaro de penas cintilantes.

O poeta que por dias refletiu,
voltou à luz, esclareceu a inspiração,
escorreu límpido na tinta da caneta
e retumbou as letras do seu coração.

Poeta vasto e poesia alegoria
e sua metáfora é transubstanciação,
o seu olhar é um vislumbre de alegria
que pinta em tela a aquarela da ilusão.

Poeta cauto e poesia adjacente
e o paradoxo é o profundo da mente,
o seu elã é a flor, é a cor, é o momento,
o seu amor é a açucena ao relento.


Jonas R. Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...