sábado, 3 de outubro de 2015

O Poeta e a Cigarra Dividindo o Crepúsculo

Visualizações:


O poeta recostou-se ao portão
era crepúsculo, mas não era
pois, realmente sua visão tapou-se

entrecruzada as casas do horizonte;
ele pensou em um céu fantástico
imbuído pelo canto das cigarras

que alternavam entre suas notas
o valor das cores ocultadas, enfim;
o poeta mergulhou nos sons

que enlevaram sua alma ao além,
além de tudo, foi além do que é além
e mergulhou nas cores incolores daquele canto

de um inseto que foi objeto do pranto

da emoção de contemplar a natureza...


Jonas R. Sanches
Imagem: Wikipédia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...