quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Podridão Exposta

Visualizações:


Eu como poeta sensível
não devia regurgitar tristeza
mas, cuspo nessa corrupção
imposta pelo alto escalão
e, ainda assim parece tudo bem
mesmo, quando ninguém tem
dinheiro à altura dos impostos
e a alma alheia é a alma do negócio
e a “globo”  e o “sbt”,gritam às costas do cidadão
mascarando a fome dessa rebelião
de criminosos livres furtando a nação;
e além de tudo, tudo é bem pior
quando colocamos a culpa no menor
que é o fruto da árvore dessa balbúrdia
e assim o pobre em plena luz do dia
em um assalto vai pra outro mundo
enquanto o riso é o rico vagabundo
que inda governa esse pobre país
bem tão debaixo do nosso nariz
que indecente rejeita o perfume
e sorridente engole esse estrume
que é imposto pela podridão
dessa nojeira do alto escalão;
estou de luto pela poesia
que ressaltava a nobre alegoria
mas, desse adiante só a inlucidez
que vangloria essa embriagues
do muito pouco para a lucidez
de um país que se afundou de vez.


Jonas R. Sanches 
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...