quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Soneto do Renascer do Verso

Visualizações:


Minha poesia ausentou-se pelos dias
mas renasceu crua continuadamente
em soneto pelos guetos da mente
extravasando o algoz dessa alegria.

Minha poesia foi escassa pelos dias
mas foi alívio evocado plenamente
nessa senda de luz do eternamente
onde intuo metáforas e alegorias.

Dias transversos que adormeceram versos,
dias tranquilos renascentes de rima
difusa em anátemas de universos

ou no lume a alumiar um paradoxo
dessa senda, ou o óbice de lágrima
de uma lástima em um poema ortodoxo.


Jonas R. Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...