sábado, 2 de maio de 2015

Bolinha

Visualizações:


Tem os pelos negros como o céu noturno,
olhos amarelos como vaga-lumes,
cavanhaque branco indicando a idade,
sorriso serelepe desde a mocidade.

Fica a me esperar latindo no portão
quando bem cedinho eu vou comprar o pão
e quando eu retorno é festa exagerada
até parece que eu fui viajar pra Pasárgada.

Quando está estressada arranha minha porta
ou fica chorando na minha janela,
quebra minhas plantas ou senão entorta
depois finge descaradamente que não foi ela.

Essa é minha cachorra, é minha Bolinha,
minha companheira dentro da cozinha,
quando quer almoço olha tão tristinha
mas é tão esperta essa safadinha.


Jonas R. Sanches

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...