terça-feira, 31 de março de 2015

Sons e Silêncios

Visualizações:


Ouço um silencioso som brutal
que ecoa no profundo do vazio,
é o som da fala de um animal,
é o som da semente que eclodiu.

Ouço um silencioso som de poesia
que ecoa na intramente do poeta,
é o som da estrofe e da alegoria,
é o som da órbita d’algum planeta.

Ouço o grito mudo do silêncio
sua voz é maviosa e veludínea,
é o som reverberando à inconsciência,
é o som do estribilhar da melodia.

Ouço o grito colorido do entardecer
que ecoa e adentra à noite ribombante,
é o som de um trovão no alvorecer,
é o som de um sorriso dissonante.


Jonas R. Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...