terça-feira, 24 de março de 2015

A Poesia da Poesia

Visualizações:


A poesia que fala da poesia
subdividida, poema, estrofe, verso;
ambiguidade, sintaxe, simetria
entre as linhas complexas, minhas.

A poesia que explica a poesia
inexplicável, inefável, incompreensível;
verbo inconcreto, pensamento irascível
entre as linhas discretas, poéticas.

A poesia que se derrama em poesia
escorrendo às frestas, entre a noite e o dia;
oposição, metáfora, analogia
entre as linhas introspectas, vivas.

A poesia que verseja a poesia
assimétrica, verso livre, rebeldia;
adjetivando substantivos, alegoria
entre as linhas infinitas, utopia.

A poesia escondida dentro da poesia
misteriosa, hermeticamente erudita;
ceticismo, misticismo, radicalismo
entre as linhas soberbas, ideologias.

A poesia fugidia oculta na poesia
escapista, volátil, solúvel, pragmática;
e é a palavra mágica dentro da rima
entre as linhas obtusas, tão minhas.


Jonas R. Sanches
Imagem: Google

2 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...