terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Percurso

Visualizações:


Nossa vida contínua,
nossas quatro estações,
nossa espessa seara,
nossas mil sensações;

nosso tempo que passa,
nossa experienciação,
são fases tão necessárias
na nossa evolução.

A vida é o fio da meada
que nos carrega pra morte,
as estações são as paradas
nessa seara de transporte;

as sensações são as marcas
que o tempo deixa na mente,
experiências bizarras,
experiências contentes;

é o tempo velho ranzinza
quando dispara na frente,
vai velozmente e transpassa
levando a alma da gente;

levando os anos de ouro,
levando as folhas do outono,
levando os dias longínquos,
mas, deixando nosso tesouro

que são lembranças da infância,
sorrisos de adolescência,
as dores e a relutância,
a inanição dos prazeres;

deixando a obra poética
que foi percurso de vida
que foi de fé e foi cética
pelos percursos da lida.


Jonas R. Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...