sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Soneto de uma Viola Amanhecida

Visualizações:


Minha viola amanheceu cantando
um estribilho à luz da madrugada
enquanto pássaros iam revoando
no céu nascente de aurora dourada.

Minha viola em canção orvalhada
e o dedilhar à paz d’outro mundo
enquanto à flor tão desinteressada
em seu olhar vazado e furibundo.

Cantarolou ao dia à cantiga do tempo
e as vozes entrelaçaram-se ao vento
carregando a areia fina da ampulheta

para um além do além desconhecido,
para o além, depois deste planeta
só para ter sempre você comigo.


Jonas R. Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...