quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Soneto dos Versos Esquecidos nas Masmorras

Visualizações:


A poesia misteriosa e taciturna
escrita à mãos calejadas diuturnas
por um poeta ambíguo sorrateiro
navegando em navio bucaneiro.

A poesia transformada em soneto
escrita à vida em novo dialeto
por um poeta prolixo, até absurdo,
fastidioso de pensamento surdo.

A poesia límpida bruxuleante
inspirada nos passeios de Dante
caminhante de inferno e purgatório

ou até por um paraíso merencório
por onde almas atentam sonhadoras,
ou algum verso esquecido nas masmorras.


Jonas R. Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...