terça-feira, 7 de outubro de 2014

Poema Sonhador

Visualizações:


Sonhos com cores translúcidas
refletidos em olhares diáfanos
que miram em espelhos plácidos
em noites de firmamento ébano.

Sonhos sonhados lúcidos,
tão lúcidos como o amor de Édipo;
sangrentos como os rios da guerra
que regam com vidas a terra.

Sonhos fúnebres quiméricos
insanos como o ventre bélico
que pari a dor e a amargura,
que varre a morte por lonjuras.

Sonhos cálidos e ternurentos
enveredados pela senda do vento
que voa livre sem preocupar o tempo,
que canta seus sibilos de lamento.

Sonhos letrados de versos poéticos
na mente do poeta que sonha acordado
enlevando o pensamento ao seu estágio alado,
enlevando a poesia aos píncaros oníricos.

Jonas R. Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...