quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Diagramas e Paradoxos Místicos de uma Alma Antiga

Visualizações:


Minha alma antiga
sublimando meteóricas confidências,
recordando proféticas ilusões,
faraós e hierofantes em silêncio.

Minha alma mística
enveredando por sendas sutis,
evocando poéticos encantamentos,
salamandras e silfos sibilam.

Minha alma iniciática
provando dos percalços inevitáveis,
invocando arcanjos para a batalha,
anjos e demônios ceiam o mesmo banquete;

banquete de ossos e ressurreições
entremeio à cálices de sangue sagrado
assistindo homens degolando homens
e o apocalipse é logo ali

entre festins celestiais e bacanais pandemoníacos
e, a carne apodrece em seus pecados
e, o cerne é proliferação das dores;
quase inocentes àqueles que inda não nasceram...

Minha alma em transcendência
ascensionando por degraus de sofrimento,
pranteando às agruras descomunais
para adormecer à noite das eternidades.


Jonas R. Sanches
Imagem: William Blake

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...