terça-feira, 2 de setembro de 2014

Indriso do Crepúsculo do Tempo

Visualizações:


No crepúsculo poético solitário
tomo as cores do céu em refratário,
embriago de visões minhas pupilas

então a íris do meu olhar cintila
e, nos véus mágicos Isis velada
com seus encantamentos às madrugadas.

Venha depressa tempo e não perdure...

Venha por horizonte que não te exaure.



Jonas R. Sanches
Imagem: Google

2 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...