sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Soneto dos Pensamentos Oriundos de um Asceta

Visualizações:


A vida endurecida em sofrimento
inspirou-me a compor esse soneto,
desviou-me das pedras do meu caminho
presenteou-me com teu doce carinho.

A água segue contornando seus obstáculos
e eu vou guardando letras em tabernáculos
pra quem sabe um dia compor minhas poesias
que derramam seus verbos e alegorias.

Segue o soneto... Também segue a vida,
seguem as vias silenciosas do poeta
que adormece com a sua voz polida;

que amanhece a própria luz a despontar
em pensamentos oriundos de asceta
que segue sua lida somente a poetar.


Jonas R. Sanches
Imagem: Seth

2 comentários:

  1. Esse silencio muitas vezes é a sina dos poetas! Beleza de soneto! E hoje vc está em meu blog tb. Deixo o link se quiser ver,obrigada!

    http://recantodosautores.blogspot.com.br/2014/08/recolhido-em-versos.html

    Abraços e boa sexta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado pelo apreço Anne, vou visitar seu blog...

      Um final de semana de luz e paz!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...