sexta-feira, 25 de julho de 2014

Escritor por Ofício

Visualizações:


Escritor de ofício e de nascimento
que deixa a mente aristotelizar
as observações e vislumbres do mar,
as flores circundantes à mesa do bar;

e basta apenas olhar para o guardanapo
que na mente afloram mil discernimentos
então corre à caneta sobre o pensamento,
então deixa su’alma contemporizar.

Escritor é vivo em seu renascimento
e também é morte trágica e imaginação
quando em um romance às mãos do sertão
que desvanecido enleva à inspiração

que é a ferramenta sutil para criação
quando entrelaçada a uma transpiração
então os dedos magros falam sobre magos,
falam sobre às vozes em reverberação.

Sou escritor de ofício desde o nascimento
capturando sibilos ao passar do vento,
capturando as horas ao passar do tempo,
capturando a alegria dentro do coração.


Jonas R. Sanches
Imagem: A Book Village, France por Blue Pueblo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...