sábado, 5 de julho de 2014

Corpo Casa da Alma

Visualizações:


Meu corpo, casa de minha alma;
onde o sacro se torna sutil
e as sutileza levam-me à poesia
que me acompanham pelos dias.

Meu corpo, sagrado templo do espírito;
que olha o sol e agradece o novo dia
que chega trazendo as boas do porvir
e, traz-me uma nova inspiração.

Meu corpo, recipiendário do infinito;
que sente a natureza plena que circunda
tudo aquilo que os sentidos percebem,
tudo aquilo que tem a mão de Deus.

Meu corpo, âmago profundo de versos;
que cantam às almas, às flores e ao amor
que é o que preenche tudo de alegrias,
que é toda a razão plena de um existir.


Jonas R. Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...