terça-feira, 17 de junho de 2014

Soneto Insano e Concatenado

Visualizações:


Poesias tentadas concomitantes
lisonjeadas por mestres obstantes
com comentários arrasadores
que deixam-me vivenciando fulgores.

Poesias anestésicas momentâneas
entre letras rasgadas simultâneas
que impactam almas em sequelas
e impõem caminhos secos de vielas.

Eu poeto um soneto ríspido ambíguo
com um pensamento casto e profícuo
reverberando a alma sisuda e amiúde

que derrama dores e amores rudes,
dores corrosivas convencionais
que gritam as vozes dos animais.


Jonas R. Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...