segunda-feira, 5 de maio de 2014

Poética Universalista

Visualizações:


O poeta é o espírito
que versifica  o mundo
caótico e convulsionado
e sua música é solene.

O universo é o espirito
que versifica o logos
paradisíaco e cataclísmico
e sua música é a destruição.

Poetas e universos
convivendo em paralelos,
rompendo os elos
das músicas paranormais.

Poetas vibram notas,
universos vibram notas,
deuses assistem calados
esse mundo insurrecto.

Poetas microcósmicos,
universos macrocósmicos,
ambiguidades relativas;
farsa, agonia e ironia.

Poetas românticos,
universos tântricos,
versos e anomalias
e a música é realmente bela.

Dualidades poéticas,
dualidades universais,
unificação dos inversos
e nos versos metáforas.


Jonas R. Sanches
Imagem: Google

Um comentário:

  1. Bom dia Jonas!

    Obrigado pelos bons votos ao Nobre Vagabundo, parabéns por essa conquista também! Que possamos nos encontrar muitas vezes nesses caminhos literários.

    Sucesso sempre!

    Abraços,

    Vinicius Neves

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...