sexta-feira, 11 de abril de 2014

Soneto Intransponível de um Coração

Visualizações:


Um soneto que retrata o mundo cão
dos vestígios do pensamento malsão
que vangloria-se com voz de sua morte,
que nos tempos idos foi sua consorte.

Versos, melindres e concatenações,
espasmos cadavéricos nas canções
cantadas de formas ininteligíveis
ouvidas por meus séculos intangíveis.

Nos medos alguns segredos guardados,
nos cimos do mundo anjos alados
que assistem pasmos essa devastação

que assola meu intransponível coração,
coração que tornou-se inanimado
entre outras revelações do passado.


Jonas R. Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...