quinta-feira, 10 de abril de 2014

Árvore de Poesias

Visualizações:


Resolvi na noite plantar uma semente
na terra molhada dentro da minha mente
no amanhecer germinou nova poesia
com pétalas douradas como o nascer do dia.

Nessa árvore vistosa as folhas eram de algodão
as flores eram formosas como um coração
seu tronco de diamante refletia sentimentos
suas raízes profundas agarravam os pensamentos.

Resolvi fazer dela algumas mudas
para plantá-las em outras mentes
espalhando a poesia até os confins do universo,
algumas delas germinaram outras mataram os versos;

pois para brotar poesias tem que ser mente de poeta
que vislumbra à tira gosto todas belezas do planeta
e do olhar que ele recorda são cores de sensações
pois, o oficio do poeta transpassa todas as estações.


Jonas R. Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...