segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Sintomas Subsequentes

Visualizações:


Sintomas subsequentes do amanhecer;
pungentes, ardentes e concomitantes
às coisas olhadas em olhar de soslaio
por um par de olhos que só quer contemplar.

Todas as dores se tornaram borboletas
em uma mistura de cores frias e sazonais
e a promessa do jardim murchou ao sol
enquanto um melro observava cantante.

Todos os amores se tornaram borboletas
e voaram irregularmente para muito longe,
tão longe que o telescópio desfaleceu
mas; no peito um trejeito de imensa solidão.

Sintomas subsequentes do entardecer;
sedentos e famintos de todos os arrebóis,
mas as gargantas estão repletas de espinhos
e o grito tornou-se grunhido, aterrorizante.

Todas as vozes se tornaram borboletas
e, ecoaram pétalas velutíneas pelo labirinto
e, se perderam em versos proféticos
e, calaram enquanto havia um resquício de inspiração.


Jonas R. Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...