sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Cruz

Visualizações:


A minha cruz é de carvalho,
é enfermidade e sofrimento;
dias escuros já sem contento
trilhados em ápices de coração

que estilhaçado às circunstâncias
que a vida traça no dia-a-dia
ceifando toda minha alegria;
pregando pregos nas minhas mãos.

Mas esse fardo que eu carrego
é peso ardente e tão pessoal,
é a alma purificando-se do mal;
é a alquimia de uma existência

longa tal qual uma eternidade
então lhes digo que é bem verdade
que cada um merece o que tem
pois sem a cruz não há crescimento.


Jonas R. Sanches
Imagem: Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...