segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Palavras Tardias

Visualizações:


Palavras tristes
de um poeta triste
que olha o céu cinzento
e suas nuvens pesam.

Palavras desmedidas
de um poeta e suas feridas;
das noites mal dormidas
de pálpebras salientes.

Palavras infinitas
de um poeta sem final;
de lágrimas sem sal
escorridas pelas dores.

Palavras... Tantas palavras,
dicionários desvairados
contorcidos pela mente
do poeta em anonimato.

Palavras tristes
da caneta em riste;
da inspiração tardia
que corrói meus dias.


Jonas R. Sanches
Imagem: Maria Clarinda

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...